capoeira.jpg

A CAPOEIRA

"Capoeira é luta para quem é lutador"

A capoeira é uma arte marcial em que os praticantes usam os pés, a cabeça e as mãos para os ataques e defesas. A capoeira não coloca ênfase no contato físico, embora possa existir e isso é talvez a grande distinção relativamente a outras artes marciais.
Cada capoeirista desenvolve o seu estilo próprio através de diferentes combinações de golpes e movimentos.
A prática da capoeira melhora a força, a flexibilidade, o equilíbrio, os reflexos bem como a musicalidade.
Propaga uma forte herança cultural e histórica, contendo um conjunto de tradições e rituais, reflexos da sua ancestralidade.


A capoeira é a única luta praticada ao som de instrumentos musicais - a bateria. Embora a configuração da bateria possa variar consoante o grupo, alguns instrumentos são comuns a  todas - berimbau, atabaque, pandeiro, agôgo. 

O jogo de capoeira acontece numa roda feita pelos capoeiristas, ao som da bateria. Enquanto 2 praticantes se desafiam numa sequência contínua de defesa/ataques no centro da roda, os capoeiras a redor acompanham o jogo com palma e entoando o coro dos cânticos.

Não é clara a origem da Capoeira, estando o seu surgimento envolto em muitas lendas e mitos propagadas ao longo dos séculos. É contudo, amplamente aceite que se trata de uma arte marcial nascida no Brasil, e fortemente influenciada por lutas africanas trazidas com os escravos.

Proibida, perseguida e marginalizada durante muitos anos, só a partir dos anos 30 do século XX foi autorizada e reconhecida como parte da cultura brasileira, pelo presidente de então, Getúlio Vargas.

A partir deste período, a capoeira ganha o seu lugar no mundo, em parte devido ao grande contributo de 2 mestres: mestre Bimba no estilo de capoeira regional e mestre Pastinha na capoeira angola.